Curriculum

•   2017: “O Doente Imaginário” de Molière. Direção de Jacqueline Laurence. Com Élcio Romar, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi, Leo Thurler, Andressa Lameu, Marcio Ricciardi, Gustavo Wabner, Jacqueline Brandão, Diego Braga.

•   2017: “Auto da Compadecida” de Ariano Suassuna. Direção Sidnei Cruz. Com Gláucia Rodrigues, Rafael Canedo, Edmundo Lippi, Robson Santos., Jacqueline Brandão, Kakau Berredo, Marcio Ricciardi, entre outros.

•    2016: “ O Casamento Suspeitoso” de Ariano Suassuna, direção de Gláucia Rodrigue e Wagner Campos. Com Gláucia Rodrigues, André Arteche, Edmundo Lippi, Flávia Fafiães, Isabella Dionísio, Maria Adélia, Igor Cosso, Henrique Juliano e Hélio Zacchi.

•    2016: “Vaidades&Tolices” de Anton Tchekhov, direção de Sidnei Cruz. Com Marcello Escorel, Edmudo Lippi, Flávia Fafiães, Rafael Canedo e Isabella Dionísio. Indicado ao Prêmio Shell 2016 de Melhor Ator – Marcelo Escorel

•    2015: “Auto da Compadecida” de Ariano Suassuna, direção de Sidnei Cruz. Com Gláucia Rodrigues, Rafael Canedo, Edmundo Lippi, Robson, Arnaldo Marquês, Jacqueline Brandão, entre outros.

•   2015: “O Olho Azul da Falecida” de Joe Orton, direção de Sidnei Cruz. Com Tuca Andrada, Mário Borges, Gláucia Rodrigues, Rafael Canedo, Helder Agostinni e Johnny Ferro.

•   2013: “O Doente Imaginário” de Molière, direção de Jacqueline Laurence. Com Élcio Romar, Gláucia Rodrigues, Gustavo Ottoni, Edmundo Lippi entre outros.

•    2012: “O Olho azul da Falecida” de Joe Orton, direção de José Henrique. Com Genézio de Barros, Gláucia Rodrigues, Élcio Romare , Marco Pigossi, Helder Agostinni e Rico Malta/ São Paulo.

•   2012/14: “Auto da Compadecida” de Ariano Suassuna, direção de Sidnei Cruz. Com Gláucia Rodrigues, Marco Pigossi, Edmundo Lippi, Lucci Ferreira, Samuel de Assis, Arnaldo Marquês, Jacqueline Brandão, entre outros.

•   2011/13: “Thérèse Raquin” de Émile Zola, direção de João Fonseca .com Gláucia Rodrigues, Lucci Ferreira, Suzana Faíne, Rogério Fróes, Edmundo Lippi, Janaína Prado e Rodolfo Mesquita

•   2010: “Vicente Celestino – A Voz Orgulho do Brasil” de Wagner Campos, direção de Jacqueline Laurence com Alexandre Schumacher, Stella Maria Rodrigues, Pedro Garcia Netto, Edmundo Lippi, Jacqueline Brandão, entre outros. Indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator – Alexandre Schumacher

•    2008/09/10/11/13: “O Santo e a Porca” de Ariano Suassuna, direção de João Fonseca com Ewerton de Castro, Gláucia Rodrigues,  Élcio Romar, Armando Babaioff, Marcio Ricciardi, Duaia Assumpção, entre outros. Prêmio APTR de Melhor Figurino – Ney Madeira. Indicado o Prêmio Shell de Melhor Atriz – Gláucia Rodrigues e Melhor Figurino – Ney Madeira

•    2007/08/10/11: “As Eruditas” de Molière, direção de José Henrique com Jacqueline Laurence, Henrique César, Theresa Amayo, Gláucia Rodrigues, Emilia Rey, Marco Pigossi, Élcio Romar, João Camargo, entre outros

•    2006/07/11: “As Preciosas Ridículas” de Molière, direção de Cláudio Torres Gonzaga com Helena Ranaldi, Marcos Oliveira, Gláucia Rodrigues, Roberto Lopes, André Frazzi, Mouhamed Harfocuh, entre outros.

•    2004: “Tartufo, O Impostor” de Molière, tradução e direção de Jacqueline Laurence com André Valli, Edney Giovenazzi, Gláucia Rodrigues, Amélia Bittencourt, Janaína Prado, Emilia Rey, entre outros.

•   2004: “Os Contos de Canterbury” de Geofrey Chaucer, adaptação de Wagner Campos, direção Sidnei Cruz com Pietro Mário, Suzana Abranches, Gustavo Ottoni, Sérgio Machado, Marcio Ricciardi, entre outros.

•  2001: “A Moratória” de Jorge Andrade, direção de Sidnei Cruz com Leonardo Villar, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi, Amélia Bittencourt, entre outros.

•    1999/2004: “O Avarento” de Molière, tradução e direção de João Bethencourt com Jorge Dória, Jacqueline Laurence, Ida Gomes, Bruno Garcia, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi, entre outros.

•    1996/98: “O Olho Azul da Falecida” de Joe Orton, direção de Sidnei Cruz com Heleno Prestes, Gláucia Rodrigues, entre outros. Indicada para o Prêmio Cultura Inglesa de  Melhor Atriz – Gláucia Rodrigues

 

•   1996/98: “As Malandragens de Scapino” de Molière, direção de João Bethencourt com Gláucia Rodrigues, Thelmo Fernandes, Edmundo Lippi, entre outros

 

•    1995: “Frankenstein” de Mary Shelley, direção de Angela Leite Lopes com Ednei Giovenazzi, Marcelo Escorel, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi, entre outros. Indicado para o Prêmio Shell de Melhor Iluminação – Rogério Wiltgen.

•    1994: “À Margem da Vida” de Tennessee Williams, direção de Roberto Vignati com Camila Amado, Rubens Caribe, Cristiane D’Amato e Edmundo Lippi.

•    1993: “O Mercador de Veneza” de William Shakespeare, direção de Cláudio Torres Gonzaga com Ednei Giovenazzi, Bruno Garcia, Edmundo Lippi, Gláucia Rodrigues, Flávia Monteiro, Marcelo Escorel, entre outros. Indicado para o Prêmio Shell de Melhor Ator Ednei Giovenazzi.

•    1992/93: “A Comédia dos Erros” de William Shakespeare, tradução de Bárbara Heliodora, direção de Cláudio Torres Gonzaga com Fábio Junqueira, Suelly Franco, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi, Cristiane D’Amato, entre outros. Indicada para o Prêmio Shell de Melhor  Direção – 1992.

•    1991: “Dom Quixote” de Cervantes, adaptação de Wagner Campos, direção de Cláudio Torres Gonzaga. Indicado para o Prêmio Coca-Cola – ator, figurino e iluminação.

•    1991: “Os Sete Gatinhos” de Nelson Rodrigues, direção de Marcelo de Barreto com Carlos Alberto, Rômulo Arantes, Flávia Monteiro, Gláucia Rodrigues, Edmundo Lippi entre outros.

© 2020- Cia Limite 151 - Rio de Janeiro - WebSite desenvolvido por doisX Comunicações